Turistando: Londres

Em 01.03.2015   Arquivado em Fotografia, Londres, Viagens

DSCF7142

Essa semana eu dei de cara com o calendário e, nossa, já faz um mês que eu fui para Londres! O tempo voa e a saudade não acaba e nem fica pouca. Foi uma experiência rápida, mas que ainda assim, valeu muito a pena. Os dias eram corridos, mas eu gostava tanto da rotina que me acostumei a ela num instante. Como eu tinha aula até 1 hora da tarde, meu tempo para turistar era pequeno, já que no inverno escurece cedinho, tipo 4 horas. Eu tinha um certo receio em voltar para casa sozinha a noite, então eu nunca ficava na rua até depois das 6.

Londres é uma das cidades do mundo com mais pontos turísticos para se visitar e é enorme, mesmo. Em duas semanas e com meu tempo reduzido eu não consegui visitar todos os lugares que gostaria, mas vou mostrar os que fui, aos pouquinhos.

O post de hoje é mais geral, sobre a cidade em si e o que eu acho importante um turista saber.

Primeiro de tudo: dinheiro. Londres é uma cidade bastante cara, principalmente para brasileiros, já que nossa moeda não vale nadinha. Por isso esqueça que você recebe seu salário/mesada em real. Sério, não caiam na besteira de sair convertendo todos os valores que veem pela frente. No início é meio difícil e eu confesso que não consegui seguir esse conselho, mas sigam. Se você parar para pensar que está dando 6 reais numa água mineral você vai morrer de sede e se seguir essa linha de pensamento vai morrer de fome também e não vai se divertir.

E por falar em comida… Não há comida no mundo melhor que a brasileira, tenham plena consciência disso. A alimentação dos ingleses se resume basicamente à frango, salada, sanduíche e o famoso fish and chips. Dei graças a Deus quando encontrei um restaurante brasileiro e pude matar a saudade do nosso arroz com feijão.

Os passeios são caros, tipo muito. Em média 25/30 libras e não, parem agora mesmo de converter isso pra real!!! Eu cometi esse erro quando ainda estava aqui no Brasil planejando a viagem, falei para os meus pais que só iria ficar duas semanas que era para não dar muita despesa. E se tem uma coisa de que me arrependo é disso. Uma colega de curso dizia que ela tinha dinheiros, não libra e nem real, apenas tantos dinheiros pra gastar. Vá nessa onda, miga.

Mas Londres é a capital dos museus, tem museu de tudo que você possa imaginar e o melhor: são de graça. Geralmente você só paga se quiser visitar alguma exposição temporária que esteja acontecendo, como foi o meu caso com a exposição do Sherlock, mas isso é assunto pra outro post. Então, se você quer economizar, visite museus. Pra mim não foi nenhum sacrifício pois amo/sou coisas antigas. Agora, os museus são gigantescos e dificilmente você vai conseguir ver tudo em uma tarde.

Londres é ainda mais linda em dias de sol, mas vá preparado para tudo, o tempo lá é louco. Em quinze dias eu peguei temperatura abaixo de zero, ventanias que faltavam me carregar, dias nublados, neve e sol. As vezes, quase tudo em um único dia.

Mas a melhor coisa de Londres – além da segurança, da organização e das pessoas – é que o simples fato de caminhar pelas ruas já lhe oferece um aprendizado enorme e paisagens lindíssimas. A cidade em si já é uma grande atração turística. Na rua tem muitos monumentos, as cabines telefônicas e os famosos ônibus vermelhos, os taxis tradicionais e isso sem falar da arquitetura incrível. Mesmo se você não tiver dinheiro pra visitar nada, só de andar pelas ruas de Londres já vai ter valido muito a pena.

 

DSCF7129

DSCF7132

DSCF7135

2015-01-26 15.58.04