perto

Em 17.11.2011   Arquivado em Textos
Braços fortes em torno de mim, a cabeça recostada em meu peito. Enfeitiçada pelo perfume daquele em que faço cafuné,bagunçando o cabelo enquanto penso o tanto me encontro feliz.
Olho para o relógio,já é quase hora de deixá-lo ir, mesmo que contra vontade,minha e dele.Tristeza, saudade,ansiedade. Tenho vontade de segurá-lo bem forte num abraço do qual ele jamais conseguirá sair de tão maravilhoso. 
Gosto dele ali, pertinho de mim, com sua respiração e batimentos sincronizados com os meus. Com a fala mansa e sonolenta de quem está amando tudo aquilo. Com o brilho no olhar e o sorriso  mais lindo. 
Seus olhos encontram os meus e ele entende. Escuta o que eu não falo e beija minha testa,prometendo me ligar mais tarde para desejar boa noite.
E então ele vai, deixando um vazio enorme em meu peito. Sigo para minha cama, me agarro no travesseiro desejando mais do que tudo que fosse ele ali. O celular toca, meu corpo vibra de alegria e depois de muita conversa e bocejos, vem novamente a despedida nos aterrorizar.
O boa noite, seguido de sonha comigo, finalizando com o melhor remédio para insônia, o eu te amo que me faz querer dormir só para sonhar com meu anjo dormindo ao meu lado. Eu e ele, abraçados.Bem perto.