Certeza

Em 03.02.2013   Arquivado em Textos


Hoje mesmo eu estava pensando no nome dos nossos filhos e dos cachorros, planejando o tamanho e a decoração da casa e escutando os passos pequenos correndo pelo quintal. As noites em que vamos ficar acordados, tirando par ou ímpar pra decidir quem vai trocar a fralda ou a que vamos ficar ligando para a babá a todo minuto enquanto estivermos fora, na nossa noite “de folga”. 
Pensei também nas noites que o pequeno caminha silenciosamente com o lençol arrastando pelo chão até nosso quarto, deitando entre os dois pra fugir do pesadelo. As viagens à praia e à casa dos avós; os passeios em família aos fins de semana e as histórias para dormir. 
Já vejo você todo coruja, morrendo de ciúmes e criando caso com o primeiro namoradinho da “princesinha do papai”. Ou ensinando pro menino o melhor jeito de conseguir conquistar a coleguinha de sala. 
As vezes em que você vai me ver louca,  com a cara fechada por ter que dar conta da casa, das crianças e do trabalho, sem muito êxito, e ainda assim vai me abraçar forte e me mimar um pouco até descansar a cabeça no seu peito e dormir. 
Ao fim de tudo, me vejo sorrindo, lá ou aqui, amanhã ou agora. Estou sorrindo, não importa o lugar ou o tempo. E permaneço sorrindo ao olhar para o papel de parede do celular, para a mensagem que acabou de chegar ou para o mural de fotos em frente a cama.
 E sabe por quê? Porque você está lá, em todos esses lugares, e junto com você, a certeza de um futuro certo, tal qual como sempre sonhei, com crianças, cachorros, estresse e mimos. Mas o mais importante, com você.