Turistando em Londres: Kensington Palace

Em 18.04.2015   Arquivado em Fotografia, Intercâmbio, Londres, Viagens

DSCF7222

Parte da minha paixão pela Inglaterra se dá por causa da arquitetura antiga e dos palácios, toda essa coisa de monarquia, príncipes e princesas. E na minha visita à capital eu não poderia deixar de conhecer pelo menos uma das residências reais.

Kensington é o menor dos palácios e tem sido usado pela Família Real desde o século 17. Hoje ainda se configura de morada para duques e duquesas, e era o lar doce lar de William, Kate e baby George antes de se mudarem para a casa de campo.

Eu fiquei completamente encantada com o local, principalmente com o “jardim”, um dos muitos parques abertos de Londres, o Kensington Park. Uma área extensa, com um lago cheio de animais lindos e uma ótima opção para fazer caminhada, passear com o cachorro ou levar as crianças para brincar.

Na madrugada do dia da minha visita ao Palácio havia nevado, então quando cheguei ao local, pouco mais de 1 hora da tarde, ainda havia neve depositada em alguns lugares do parque. E mesmo no inverno eu achei lindo, fiquei imaginando como deveria ser ainda mais incrível aquela paisagem na primavera, com tudo florido e colorido.

2015-02-03 16.25.54

2015-02-03 16.28.05

2015-02-03 17.20.17

2015-02-03 17.20.20

2015-02-03 17.20.25

 

DSCF7223

DSCF7224

DSCF7225

DSCF7226

DSCF7227

DSCF7228

O interior do palácio é dividido em várias partes. Na entrada somos recebidos por vários retratos e pinturas de membros da realeza e então começamos o passeio. Como vemos nos filmes e séries de época que retratam a vida dos nobres, rei e rainha costumavam não só dormir, mas viver em ambientes separados. E na parte mais antiga do prédio podemos comprovar isso. Conhecemos o lado da rainha, com várias salas e corredores enormes até chegar ao quarto e, do lado oposto, o departamento do rei. Quando diziam que naquela noite o rei visitaria os aposentos da rainha, ele realmente fazia um longo percurso até seu destino. Os aposentos não se conectam em canto nenhum e confesso que isso me incomodou um pouco durante a visita, pois tínhamos que visitar um lado e depois refazer todo o percurso para atravessar o prédio e conhecer o lado oposto.

A construção mais nova, já apresenta sinais de modernidade em pequenos detalhes como as portas, janelas e até mesmo as paredes. Atravessamos um corredor com várias portas brancas com plaquinhas que indicavam o aposento de cada morador da casa, além da cozinha. Obviamente, uma área fechada para os turistas.

Cada aposento do Palácio é ambientado de forma que o visitante consiga perceber como era a realidade da realeza antigamente. Em alguns salões, como o de jogos e o de pintura, há uma música ambiente tocando. Em outros, réplicas em cera das roupas da época, usada tanto pelos homens como pelas mulheres. Cada sala sempre com um informativo sobre o local.

DSCF7230

DSCF7231

DSCF7234

DSCF7235

DSCF7237

DSCF7239

DSCF7242

DSCF7243

DSCF7245

Há também uma área reservada para o vestuário específico das rainhas, uma espécie de museu da moda que expões os vestidos usados pela Rainha Elizabeth e Lady Di nos eventos mais importantes ao longo da história.

DSCF7238

DSCF7248

DSCF7249

Por fim, ainda tinha uma exposição temporária sobre Victória e Albert, meu casal preferido da realeza britânica. Fiquei muito feliz pela oportunidade de ver de pertinho objetos pessoais deles e dos filhos, porque sabia que o tempo não ia me permitir visitar o Albert and Victória Museum e nem mesmo o memorial em honra do Albert, localizado ali mesmo no Kensington Park.

DSCF7251

DSCF7252

DSCF7253

Informações sobre Kensington Palace:
Horários: diariamente, das 10h às 18h (entrada até as 17h) – fechado para o Natal em 24, 25 e 26 de dezembro.
Preços: Adulto: 16,50 libras / Criança (menor de 16 anos): gratuito
Endereço: Kensington, Londres W8, Reino Unido
Estações de metrô próximas: High Street Kensington (Circle e District Line) e Queensway, na Central Line (15 minutos)

P.S: eu fui pela Queensway e lá perto acabei encontrando um restaurante brasileiro chamado O Preto que foi o melhor almoço da minha viagem. E custou só 7 libras. Vale a pena.

 

Me acompanhe nas redes sociais:
twitter – instagram