Livros | Um Mais Um

Em 13.08.2015   Arquivado em Livros

um mais um

As coisas andam ruins para Jess Thomas. O marido se mandou e ela tenta sustentar os dois filhos trabalhando em dois empregos. Sempre foi otimista. Sempre fez tudo certo. Como seria se, só uma vez, ela fizesse algo definitivamente errado, mas que poderia mudar a vida deles? Ed Nicholls é um miliomário do ramo da tecnologia cuja vida está desmoronando quando ele se depara com Jess e a família na beira da estrada. Em um raro ato de generosidade, ele concorda em lhes dar a carona que poderá mudar para sempre a história de Jess. 

De todos os livros da Jojo Moyes que eu já li, Um Mais Um foi o que devorei mais rápido e é, com certeza, o que eu mais quero ver no cinema. Divertido, fofo e com personagens carismáticos, o livro é de uma leveza incrível.

Jess só tem 27 anos e há oito, assumiu a responsabilidade de criar Nick, filho do primeiro casamento de seu marido Marty. Juntos eles tiveram Tanzie, a personagem mais fofa que Jojo já criou. Mas dois anos atrás, Marty alegou precisar de espaço para curar sua depressão e deixou Jess sem nenhum tipo de ajuda para criar os filhos.

A protagonista é forte, com uma personalidade bem definida, apesar da sua pouca idade. A vida a fez assim, madura, guerreira e responsável. Quando sua vida esbarra com a do Sr. Nicholls não é de uma forma muito agradável. Ela é a faxineira barra garçonete e ele o patrão milionário que bebeu demais. Jess ajuda o Sr. Nicholls a chegar em segurança em casa e, quando ele a vê parada por policiais na rua, com duas crianças e um cachorro dentro do carro, decide retribuir o que ela fez por ele.

2015-08-08 10.28.40

Então ele se vê dentro do seu carro caro, com sua faxineira descansando os pés no painel (e como ele odeia quem faz isso), os filhos dela no banco de trás, a menina vomitando tudo e o cachorro fedorento soltando pelo no seu estofado. A viagem dura mais tempo do que eles imaginaram e, sem perceber, Ed Nicholls acaba se afeiçoando àquela família.

Um Mais Um é um grande drama familiar. Pais que fogem de casa, ex mulheres exploradoras, ex namoradas interesseiras, filhos que sofrem bullying e apanham na rua, filhos que decepcionam pais doentes. É uma história sobre finanças e sobre os diferentes conceitos de rico e pobre. É uma história sobre os diferentes tipos de família. É um romance inesperado. Mas é, principalmente, sobre matemática, sobre somar para dividir.

“A emergência forte diz que a soma de um número pode ser mais do que suas partes constitutivas.”

Depois de Como Eu Era Antes de Você, A Garota Que Você Deixou Para Trás e A Última Carta de Amor, é maravilhoso poder ler algo mais engraçado, mais família. E você não consegue parar de ler, não consegue ter paz enquanto não chegar ao final do livro, e quando você chega, quer voltar e ler tudo de novo. Esse é o efeito Jojo Moyes. A autora nunca decepciona, ela faz de cada trabalho seu, único, envolvente e emocionante.