Filme x Livro: Garota Exemplar

Em 30.03.2015   Arquivado em Book Club, Cinema, Livros

filmexlivro

Essa foi uma das poucas vezes em que assisti ao filme antes de ler o livro (e até já falei dele aqui, quando comentei sobre os indicados ao Oscar). Asim que o livro foi lançado no Brasil eu senti muita vontade de ler. Suspense é um gênero meio que novo pra mim, não consigo lembrar de muitos que já li que seguem essa linha e Garota Exemplar me pareceu uma excelente opção. Mas o tempo foi passando, a vida foi acontecendo e eu acabei adiando a leitura bem mais do que gostaria, até que o Book Club me trouxe essa oportunidade.

Para quem não sabe do que trata o livro/filme, deixe-me introduzir vocês: Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa na manhã de seu quinto aniversário de casamento. Aparentemente, trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia, pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados, parecendo completamente evasivo.

Gillian Flynn escreveu um suspense extremamente inteligente, sem peças soltas e bastante detalhado. O livro é dividido em duas partes e os capítulos alternam entre a narração de Nick e anotações que Amy deixou em seu diário. A forma como os capítulos estão alternados, meio que conversando um com o outro, já que apresentam pontos de vista diferentes, não foram feitos assim a toa. Eles estão assim para mexer com a cabeça do leitor, questionar, confundir.

-Cool-Girl-gone-girl-37703934-1024-1024

Enquanto lia o livro, algumas cenas do filme vieram à minha mente e gostei disso, porque isso significa que a adaptação cinematográfica conseguiu ser fiel à obra original, conseguiu captar a essência da história. Tive a impressão de que algumas partes do livro foram ocultadas no filme de propósito, para contribuir com o suspense.

Quando falei que tinha amado o filme, algumas pessoas que leram o livro me disseram não terem gostado, que o livro é mais profundo, vai mais além e de fato entra na mente dos protagonistas. O livro geralmente faz isso. O livro pode ter quantas páginas quiser, pode ser extenso, detalhista. O filme não. É sempre uma tarefa complicada transformar 300 páginas em um longa de apenas poucas horas, algumas coisas precisam ficar de fora e, ao meu ver, as coisas que ficaram de fora em Garota Exemplar não tiraram o mérito do filme. Achei muito bom, de verdade.

tumblr_ndgmh441Em1u0i0mbo5_500

Rosamund Pike estava perfeita como Amy e eu vou elogiar a atuação dela sempre que uma oportunidade para tal surgir. Ela conseguiu incorporar todas as facetas da personagem e causou no telespectador todos os sentimentos possíveis. Agora, eu sou bem suspeita para falar do Ben Afleck, porque não vou muito com a cara dele, o santo não bate, pelo menos não como ator (por mim ele podia ficar só atrás da câmeras dirigindo mesmo que não ia fazer falta. Como diretor ele tem talento). Mas até que gostei da atuação dele, ganhou até uns pontinhos no meu conceito.  Para ser sincera, acho que ele não precisou se esforçar muito para entrar no papel, já tem cara de bobo mesmo. Mas, preciso dizer, toda vez que eu lia uma passagem no livro que falava o quanto Nick era bonito, charmoso e interessante eu dava uma risadinha, porque convenhamos, escolheram o Ben Afleck. Que piada, migos, que piada.

Btw, o livro, apesar de um início um pouco cansativo, é excelente e o filme não fica atrás. Garota Exemplar é um suspense muito bem construído, super costuradinho e que mexe (e muito) com o observador, esteja ele diante do livro ou da tela.

 

Confira a opinião das outras participantes do projeto:
Verônica | Wanila | Amanda | Gabi | Isadora | Thaísa

banner