Cinema | A fórmula de John Carney que nunca falha

Em 24.08.2016   Arquivado em Cinema, Música

tumblr_oad79gtW5I1qbihdzo1_500

Begin Again é um dos queridinhos da minha vida, se tratando de filme, elenco, roteiro e, principalmente, trilha sonora. Meu filminho que eu indico pra qualquer estranho na rua, que assisto quinhentas vezes no ano e que estou sempre cantarolando as músicas. O responsável por tudo isso é John Carney, o mesmo que lá em 2006 produziu Once, outro filme delicinha com uma trilha sonora pra ninguém colocar defeito.

sing-street-banner

Esse ano foi a vez de Sing Street ganhar meu coração. Ambientado na Irlanda dos anos 80, o filme mostra a história de Conor, um jovem que adora compor suas próprias músicas e se vê irremediavelmente apaixonado por Raphina, uma garota incomum que ele conhece na porta da nova escola. Para tentar impressioná-la, ele decide criar uma banda e convidá-la para ser sua modelo, a musa de seus clipes.

Imagem de Amostra do You Tube

O romance é leve e se  desenvolve de maneira bem natural, daquele jeito que só John Carney sabe fazer. Conor está passando por uma fase complicada em casa, com algumas dificuldades financeiras e os pais se separando, ele precisa mudar de escola, onde sofre na mão dos novos colegas e professores. Sem conhecer absolutamente ninguém, ele precisa fazer amigos urgentemente, ou então não conseguirá criar a banda para ganhar a sua garota.

Sing Street é um filme sobre descobertas e dificuldades adolescentes e nisso ele se diferencia um pouco dos dois primeiros filmes de Carney. Tem aquela vibe gostosa de The Breakfast Club, que nos transporta para mais pertinho dos personagens. Ao longo do filme vemos Conor criar laços com os meninos da banda e até mesmo fortalecer o já existente com seu irmão mais velho; o vemos numa busca constante pela definição de sua identidade, principalmente através das roupas, dos cortes de cabelo; o vemos cantar suas dúvidas e sentimentos em relação a menina por quem está apaixonado. A banda transforma Conor e isso é lindo de ver.

tumblr_o7ipzx8ogd1v0coldo2_500

Obviamente não dá para chegar até aqui, falando de um filme de John Carney, sem tocar no ponto crucial que a trilha sonora. Antes mesmo da metade do filme eu já estava baixando a soundtrack composta por Motorhead, Duran Duran, A-HA e The Cure, além de uma faixa especial gravada por Adam Levine (aparentemente a parceria em Begin Again deu muito certo, nenhuma novidade por aqui). Mas são as músicas autorais, assinadas pela Sing Street que conquistam e fazem toda a diferença.

É a fórmula (nem tão) secreta de John Carney: filme independente com um roteiro leve sobre amor e uma trilha sonora incrível. Em Sing Street, a magia dos anos 80 é um apenas um bônus que simplesmente não dá para ignorar. Quem curte a época com toda certeza irá amar não só o filme, mas também os clipes inusitados e divertidos dos meninos da banda.

sing-street-2016-film-rcm762x429uFicha Técnica:
Título: Sing Street | Ano: 2016
Roteiro e Direção: John Carney | Duração: 106 minutos