Categoria "Viagens"

Na terra da Rainha: Preparativos

Em 02.11.2014   Arquivado em Intercâmbio, Londres, Viagens

large (2)

Aos oito anos quando vi um anúncio de um intercâmbio para Londres na escola eu decidi que precisava fazer a viagem. A curiosidade me levou a pesquisar sobre o país e não demorou muito para eu me identificar. Unido à minha fixação por velharia e paixão pelo inglês nasceu o amor pela Inglaterra. Não preciso dizer que desde então eu buzino no ouvido dos meus pais para conseguir pôr os pés na tão sonhada Londres.

Demorou, mas depois de 11 anos aqui estou contanto os dias para meu mini intercâmbio na terra da Rainha. Esse é o primeiro de uma série de posts sobre minha experiência no exterior e vou contar todo o processo, desde os preparativos aqui no Brasil até minha volta (em paz, com muita fé) ao Brasil.

Escolhendo o curso, as datas e a empresa de turismo

Meu intercâmbio está sendo providenciado pela CI, uma empresa séria e bastante conhecida. Terá duração de apenas duas semanas e está programado para o dia 25 de janeiro até 7 de fevereiro. As datas e a duração não foram bem uma escolha, eu tive que procurar um período que se adequasse ao meu calendário acadêmico. Eu não quero perder as festas de natal e ano novo e como nas primeiras semanas de janeiro eu já tinha outra viagem programada optei em dar início no final do mês. Janeiro e fevereiro estão entre os meses mais frios em Londres, o que me assusta um pouco, já que sou do nordeste e as coisas costumam ser bem quentes por aqui. Mas vou me agasalhar direitinho para que o frio não me impeça de aproveitar cada minuto da minha viagem. O curso de inglês será na Malvern House, com 25 aulas por semana e ficarei hospedada em residência estudantil, com mais algumas meninas de nacionalidades diferentes. As expectativas quanto a isso são enormes, pois terei contato não apenas com a cultura inglesa, mas com outras também.

Passaporte, Visto e Seguro de Viagem

Depois de se programar direitinho é hora de tirar o passaporte e o visto. No caso da Inglaterra, o visto para turistas e estudantes só é exigido para aqueles que vão ficar no país por mais de seis meses. No entanto, para o Reino Unido o seguro de viagem é obrigatório e a própria empresa pode providenciar isso. Os valores podem variar de 70 a 200 dólares, dependendo do que cada plano inclui. O passaporte eu tirei no aeroporto aqui de Teresina mesmo, no posto da Polícia Federal e foi bem simples. Entrei no site, agendei uma data e horário e compareci ao posto levando a identidade, título de eleitor, certidão de nascimento e o comprovante de pagamento da taxa de 156 reais. Recebi o passaporte em 15 dias.

Passagens 

As passagens geralmente não estão inclusas no valor do intercâmbio e custam em média 3 a 5mil reais, dependendo do lugar e da data para onde vai. Algumas empresas como a TAM e a Azul fazem vôos internacionais saindo do Brasil, a Gol costuma levar até Portugal e de lá segue em outras companhias. É importante procurar por empresas que ofereçam a taxa de estudante, um pequeno desconto que pode acabar fazendo toda a diferença. No site da própria CI é possível fazer pesquisa de passagens aéreas já com o desconto para estudante.

Esses são os primeiros passos a serem tomados e foi basicamente o que resolvi até agora. Também é importante providenciar um cartão internacional, pois é a forma mais segura de levar dinheiro. Ele pode ser fundamental na hora de autorizar a entrada no país, pois se não for comprovado que você pode se manter durante sua estadia nas terras inglesas você pode acabar preso no aeroporto. Ainda não providenciei o meu, mas estou correndo em relação a isso.

 

Espero que esses posts possam satisfazer a curiosidade de vocês e ajudar quem pretende estudar fora. Qualquer dúvida ou experiência pode ser compartilhada nos comentários, vou adorar conversar com vocês.

Turistando: Snowland

Em 08.08.2014   Arquivado em Gramado, Viagens

A viagem foi tão boa que é post que não acaba mais! E o lugar que vou mostrar hoje é de tremer o corpo inteiro, de frio! Você quer brincar na neveeee? Então vem que o Snowland é demais.

O primeiro parque de neve das Américas fica em Gramado e é um passeio que vale muito a pena. Lá eles simulam a neve e oferecem atividades e experiências que só seriam possíveis em países mais friozinhos que o Brasil. Dá uma olhadinha no mapa ilustrado:

mapa-do-snowland

Está curioso para saber como funciona? Eu explico. A gente compra um passaporte que nos dá direito a passear por toda a extensão do parque, 30 minutos de patinação no gelo e 2 horas na montanha de neve, além de todo o equipamento de segurança e roupas para o frio. Na montanha de neve podemos brincar com a neve, escorregar, tomar um chocolate quente e conhecer um pouco sobre os animais que viviam na era glacial. Eu me senti dentro do filme A Era do Gelo; os animais se movimentam e fazem barulho. O passaporte não inclui o Esqui nem o Snowboard, essas atrações são pagas por fora caso alguém tenha interesse.

DSCF6829 DSCF6830

(pausa para uma foto antes das quedas)

DSCF6841

DSCF6847

(aquele momento em que você é um nordestino com tanto frio que até sorrir ficar difícil)

DSCF6858

DSCF6855

Uma foto que eu não postei por motivos de: eu estou ridícula nela, com tanto frio que fiz careta. Mas gostaria de deixar claro que lá tem pinguins! Pinguins já valem o passeio (e o frio), mesmo que sejam de brinquedo. Eu amo pinguins, apenas.

Para maiores informações acessem o site.

Turistando: Alpen Park

Em 01.08.2014   Arquivado em Gramado, Pessoal, Viagens

Mais um post sobre a viagem de Gramado e Canela #todoscomemoram! Hoje vou falar do Alpen Park, um parque localizado há três quilômetros do centro de Canela. Ele oferece dois tipos de programas, o Alpen Park, com montanha-russa, trenó, game 3D e o cinema 4D e o Casa da Aventura, que inclui atividades como rapel, escalada, arvorismo e tirolesa. É possível comprar os passaportes dos programas ou ingressos individuais.

Eu e meu irmão optamos pelo passaporte aventura e lá fomos nós colocar o equipamento e nos aventurar. Foi bem divertido e bem apavorante também, principalmente na parte do arborismo, eu quase desisti no meio do caminho #medrosa, mas valeu muito a pena. Depois que vai a primeira vez o medo meio que vai embora e agora aqui estou eu morrendo de vontade de repetir a dose.

DSCF6946

“Vai ser tranquilo” = You know nothing, Jon Snow…

DSCF6948

DSCF6949

A torre do rapel tem 13m de altura.

DSCF6959 DSCF6960

O muro de escalada tem 8m de altura.

DSCF6968

DSCF6973

No arborismo são apenas 18m acima do chão, com trechos impossíveis super fáceis, um deles passando por uma cachoeira. Seria uma vista linda se eu tivesse coragem de olhar. 

O parque também conta com uma vista panorâmica linda e uma decoração super bacana, fiquei com vontade de sair dirigindo o carrinho de pipoca até Teresina.

DSCF6992

DSCF6993

2014-07-17 12.41.29

PicMonkey Collage

Para maiores informações acesse o site.

Página 6 de 71234567