Categoria "Viagens"

Turistando em Londres: London Eye

Em 06.04.2015   Arquivado em Fotografia, Londres, Viagens

DSCF7210

Tenho muita fé de que vou acabar essa série de posts sobre Londres antes de retornar à cidade. Tenham paciência que estou mostrando devagarzinho assim que é para o passeio durar mais hahaha

A London Eye foi o único passeio que fiz “a noite” em Londres. Apesar de toda a segurança, eficiência dos transportes e sinalização, eu preferi não sair a noite por medo de me perder e também porque eu não tinha companhia. E. convenhamos, os passeios noturnos são bons para fazer com alguém do lado, principalmente um namorado. Mas eu queria muito ver Londres iluminada e por que não vê-la iluminada do alto?

O dia em que escolhemos para o passeio acabou se tornando um dos dias mais lindos da viagem. Foi a primeira, e acho que a única vez, que fez sol de verdade em Londres. E é possível, Londres ficou ainda mais linda! Eu já tinha comprado meu ingresso pela internet (no combo com o Madame Tussauds) e pegamos um filinha básica para comprar o ingresso da Camila, depois ficamos andando pelas redondezas o resto da tarde, aproveitando o sol.

DSCF7203

DSCF7204

Como no inverno escurece cedo, umas 4:30 voltamos para o “complexo” da London Eye e embarcamos numa aventura em 4D que já estava incluso no valor do ingresso e foi super divertido. Era um filminho que simulava um passeio aéreo sobre a cidade e, por ser em 4 dimensões, eu realmente me senti no alto em algumas partes. Senti a “neve” no meu rosto, os passarinhos cantando no meu ouvido, super legal.

Quando saímos da sala da London Eye Experience já estava escurecendo e subimos a bordo da famosa roda gigante. No início deu um friozinho na barriga quando olhamos pra cima e vimos a altura, mas ela sobre tão devagar e é tudo tão lindo que a gente nem sente. Esquece medo, frio e até nosso nome e só consegue pensar no quanto Londres é linda, ainda mais vista de cima e toda iluminada.

Vou parar de falar e deixar vocês com as fotos para comprovar a veracidade dos fatos hahaha

2015-02-02 17.36.17

2015-02-02 17.09.32

2015-02-02 17.10.24

2015-02-02 17.10.39

2015-02-02 17.10.52

2015-02-02 17.11.02

2015-02-02 17.13.28

2015-02-02 17.13.53

2015-02-02 17.14.13

2015-02-02 17.15.41

2015-02-02 17.34.37

 

Para preços e maiores informações, acessem o site.

 

Me acompanhe nas redes sociais:
twitterinstagram

Turistando em Londres: Madame Tussauds

Em 19.03.2015   Arquivado em Londres, Viagens

Coisa boa e sem sentido algum é ser fã. Quem me acompanha no twitter sabe que passo grande parte do meu tempo livre vendo e comentando seriados e filmes e enchendo a timeline de fotos dos crushes famosos e/ou fictícios (mais especificamente Benedict Cumberbatch e Adam Levine). E mesmo sendo um dos passeios mais caros de Londres eu sabia que não podia deixar de ir no Madame Tussauds, o famoso museu de cera com bonecos em tamanho real das maiores celebridades do mundo.

Sendo bem sincera com vocês, acho que o Madame Tussauds não deve ser prioridade de ninguém que visita Londres, é um pouco irracional pagar tão caro só para tirar fotos com bonecos de cera. Mas como eu comprei o ingresso no combo junto com a London Eye o preço saiu bem mais em conta e eu aproveitei para tietar.

Além dos bonecos, muito bem feitos por sinal, o museu ainda oferece uma pequena sessão de cinema na parte d’Os Vingadores. Um curta em 4D em que os heróis salvam o lugar de um poderoso vilão. E  unir cinema com Os Vingadores e 4 dimensões é realmente bem legal.

A lojinhas tem itens super legais e diferentes e que faz cinéfilos como eu ficarem enlouquecidos querendo comprar absolutamente tudo. E os preços foram uma surpresa, eu esperava que eles fossem mais salgados do que as lojinhas de souvernir da Baker Street onde o museu está localizado (sim, pertinho do Museu do Sherlock), mas a verdade é que eles são praticamente os mesmos ou até mais baratos, além de alguns produtos exclusivos.

Agora as fotinhas para vocês verem que me diverti bastante tirando.

2015-02-04 14.40.34

Fui adotada, mas ainda é segredo.

2015-02-04 18.23.42

jim tom cruise

2015-02-04 18.24.31

Mr. Darcy, amigas! Estou realizada

2015-02-04 18.24.40

Fiz um book com esse homem, mas como ainda me restou um pouco de dignidade ele não vai ser exibido aqui. Obrigada pela compreensão.

2015-02-04 18.24.51

Depp sempre maravilhoso

Rob mozão parte 1

Rob mozão parte 1

2015-02-04 18.25.13

2015-02-04 18.27.32

migos da realeza.

migos da realeza.

Chá com a Rainha e minha amiga Kate

Chá com a Rainha e minha amiga Kate

2015-02-04 18.25.54

mozão Steve Rogers continua lindo

mozão Steve Rogers continua lindo

Rob mozão parte 2

Rob mozão parte 2

"we have Hulk"

“we have Hulk”

2015-02-04 18.27.35

 

Para saber mais sobre o Madame Tussauds acesse o site.

 

Turistando: Museu do Sherlock Holmes

Em 06.03.2015   Arquivado em Londres, Sherlock, Viagens

PicMonkey Collage

Ninguém vai estranhar se eu disser que o primeiro lugar que visitei em Londres foi a casa do Sherlock, né? Na segunda-feira, assim que saí da aula, corri para a Baker Street antes de ir encontrar a amiga brasileira que fiz no avião.

Na própria estação de metrô já tem um pouco de Sherlock, afinal o detetive mais famoso da Inglaterra “morou” ali na rua Baker. Tem uns azulejos na parede com desenhos do Sherlock que é a coisa mais fofa, mas que não consegui fotografar por causa do movimento. Logo na saída da estação fui recebida por uma estátua enorme de Holmes. Depois, foi só seguir as placas para chegar ao famoso endereço.

O museu nada mais é do que uma casa no estilo vitoriano de três andares. O acesso é feito pela lojinha ao lado e depois que eu entrei foi muito difícil manter o controle, eu queria deixar todas as minhas libras ali! O ingresso para estudante custa oito libras e dá acesso à casa inteira, além de um informativo contando a história do museu e um pouco sobre a obra de Conan Doyle.

A verdade é que a criação de Doyle foi tão convincente e fez tanto sucesso que as pessoas começaram a escrever para Sherlock e Watson pedindo ajuda com pessoas e objetos desaparecidos. O autor escolheu um endereço aleatório, um número que sequer existia na Baker Street, mas com o crescimento da cidade, era inevitável que, mais cedo ou mais tarde, fosse, de fato, existir uma casa no número 221B da Baker Street. E de repente, os moradores desse endereço começaram a receber várias cartas e telegramas destinadas a Holmes e seu amigo. O jeito foi dar vida ao personagem, com tudo que ele tinha direito. Foi Sherlock Holmes que tornou a Baker Street famosa, nada mais justo do que homenageá-lo.

DSCF7107

Os principais cômodos da casa são o quarto do Sherlock e a sala de estar, nos demais quartos estão uns bonecos de cera que representam alguns dos principais casos das histórias de Holmes. Eu não li todos os contos, mas o que eu conheço facilmente consegui identificar. Os bonecos são muito bem feitos e alguns parecem bem reais, dá até para se assustar.

bonecos 1bonecos 2

Além dos bonecos, também é possível observar objetos citados nas histórias, além de fotografia, livros e rascunhos de Doyle.

DSCF7103

DSCF7110

DSCF7109

A visita é bem rápida, mas muito gratificante para quem, assim como eu, é fã do detetive. E quem não é, sai de lá no mínimo curioso para ler um caso que seja de Sherlock.

Página 4 de 71234567