Categoria "Música"

Indicação do Dia: Phillip Phillips

Em 27.04.2014   Arquivado em indicação do dia, Música

Eu já falei brevemente do Phillip aqui quando mostrei uma de suas performances no Top 5: Covers, mas nunca havia dedicado um post inteiro a ele, e nem foi por falta de merecimento. Por ter vindo para a última edição do Rock in Rio  e nos presenteado no dia do seu aniversário com um show incrível, acredito que alguns já o conheçam, pelo menos de nome.

Quando o escutei cantar Steve Wonder nas audições do American Idol  em 2012 eu já sabia que ele ia ganhar ou ao menos chegar bem perto. Phillip é lindo, tem uma voz rouca de arrancar suspiros e um estilo meio country, meio folk e meio pop rock. E a cada versão acústica que ele apresentava (com aquele charmoso tique na perna hahaha) me encantava mais, porém foi com Volcano  que ele ganhou de vez meu coração e minha torcida.

O primeiro álbum, The World from the Side of the Moon, lançado logo após a vitória no programa contém 12 faixas, entre elas três singles e é um dos mais ouvidos por mim no Deezer. (Escutem esse cd, é um amorzinho <3)

O segundo álbum, Behind The Lightes, está previsto para chegar ao mercado no dia 19 de maio e Phillip esteve no The Ellen DeGeneres Show nessa semana para lançar o mais novo single: Raging Fire.

[TAG] The 90’s Kid Music

Em 12.04.2014   Arquivado em Música
Julie, roubei a foto, sorry, hahaha. 

A linda da Julie, do Ouvi por Aí, me indicou numa tag super bacana sobre música, já que o blog dela é voltado para esse assunto. Parece um pouco com a blogagem coletiva do Rotaroots desse mês, mas vou tentar não ser repetitiva. Funciona da seguinte forma:
– Postar o vídeo de 5 músicas que mais marcaram sua infância
– Responder as 5 perguntas através de músicas
– Nomear 5 blogueiras (os) que tenham nascido entre 1990-1999 para responder essa tag (não vou fazer essa última parte, porque prefiro deixar em aberto para quem quiser participar)
A tag se refere à músicas dos anos 90, mas como nasci em 95 se eu for citar só as músicas lançadas só até 1999 vai ficar muito restrito, então decidi fugir um pouquinho da regra e citei músicas de 2000 e pouco também.  
Então, vamos lá! 

Músicas (infantis) que marcaram minha infância:

Imagem de Amostra do You Tube

Sandy e Jr marcou muito a minha infância, eram os meus preferidos, mas essa música em especial era a que mais tocava. Eu ficava pulando feito retardada até faltar o fôlego. 

Imagem de Amostra do You Tube

Eu amava a novela, tinha o CD e sabia (ainda sei) todas as músicas e coreografias. Talvez qualquer dia eu grave um vídeo dançando Chiquititas pra vocês. 

Imagem de Amostra do You Tube


Se tinha festinha em buffet com karaokê podia ter certeza que eu ia cantar Lua de Cristal, sempre. 

Imagem de Amostra do You Tube

Sim, a versão dessa música que me marcou foi a da Eliana, eu tinha o CD!

Imagem de Amostra do You Tube

Eu tinha um joguinho de karaokê pro ps2 e minha vida era cantar essa música, competindo com meu irmão para ver quem fazia mais pontos.

Perguntas:
1. Qual música você tem mais vergonha de ter gostado na sua infância?
Quase todas, HAHAHAHA, brincadeira. Acho que quando se é criança tudo é válido, mas se for para citar uma vergonha provavelmente eu citaria a XUXA
2. Música de abertura do seu desenho animado favorito (pode ser mais de um)
Scooby-Doo, cadê você? 
3. Música da década de 90 que você gosta até hoje e não tenha sido mencionada anteriormente
É de 2003, mas se levarmos em conta de que eu ainda era uma criança linda de 8 anos vale: The Reason – Hoobastank. (Essa eu também cantava loucamente no karaokê do ps2)
4. Música que você cantava na inocência sem saber o significado
As do É o Tchan, hahaha. Cantava e dançava, por favor! 
5. Música chiclete da década de 90

Ragatanga – Rouge

Foi muito bom responder essa tag, enquanto eu procurava as músicas fiquei escutando várias que tocaram na minha infância e descobri que ainda sei quase todas, hahaha. (Taí a prova de que marcaram mesmo). Obrigada por me indicar, Julie, adorei! 

Algumas dessas músicas que citei marcaram a infância de vocês também? Eu quero saber!

BC: Discos da Minha Vida

Em 03.04.2014   Arquivado em blogagem coletiva, Música

Chegou abril e com ele mais uma blogagem coletiva! (todos comemoram) Os temas desse mês são bem bacanas, porque envolve todas as coisas que eu amo, tem música, seriados, filmes e livros. E já que são dois temas, que tal começar com música e muitas recordações? Afinal, recordar é viver e viver algumas vezes significa passar vergonha.

Todo mundo tem uma lista de discos/cds/álbuns do coração. Aquele que você ganhou de uma pessoa especial, que ouviu nos momentos de fossa, que dançou até cansar, que ouviu até riscar, um álbum que você aprendeu a ouvir com seus pais. Em homenagem ao “Dia do Disco”, vamos celebrar a música contando nossas histórias com nossos discos favoritos.”

Sendo assim, com a maior cara limpa, apresento a vocês os CDs (sim, CDs, porque ainda sou praticamente uma criança e infelizmente não peguei a era dos maravilhosos discos de vinil) que marcaram meus dezoito aninhos de vida.

1. Todos os  do Djavan existentes até 1995.
Meu pai é super fã do cara e me colocava para dormir ao som dele, seja deitado comigo no sofá ou passeando pela sala. Depois de grande, encontrar meu pai no sofá cantando junto com o Djavan tornou-se uma cena bastante comum. E eu juro que sei enrolar quase todas as músicas dele (digo enrolar, porque quem conhece sabe a complexidade das letras daquele homem, ninguém sabe o que ele está cantando! Ou vai dizer que nunca viu/ouviu nenhuma piadinha ou trocadilho com as frases confusas dele?)

2. Xuxa só para baixinhos 1,2, 3 e contando!
Ilarilarilariê, ô ô ô! Uma pausa para refletir sobre a mensagem dessa música e a complexidade dessa frase.
Eu falei que recordar era sinônimo de passar vergonha e aqui está a minha. No auge dos meus cinco anos, a Xuxa já era uma velha da voz enjoada que abusava do playback e cantava em todas as festinhas de aniversário dos meus amiguinhos e também no meu aparelho de som e fita k7. Oremos por mais essa alma que foi salva e conseguiu adquirir um gosto musical relativamente bom apesar dessa influência nem tão vergonhosa na infância.
Por outro lado, se pararmos para refletir, eu preferia mil vezes a Xuxa e o Balão Mágico tocando nas festas infantis do que o repertório de hoje, cheio de duplo sentido e letras bem mal trabalhadas.

3. Sandy e Jr – As Quatro Estações
Essa dupla marcou tanto minha infância que eu exigi que o nome do meu irmão fosse Júnior em homenagem ao irmão da Sandy que ninguém sabe o nome de verdade. Eu ainda sei praticamente todas as músicas e lembro como se fosse hoje dos meus showzinhos para a família cantando Imortal. Foi a Sandy que me fez gostar de cantar e o Júnior que despertou o primeiro turu turu aqui dentro.

4. Acústico Engenheiros do Hawaii 
Chamem de poser, mas foi através desse CD que eu conheci e me apaixonei pela banda que em pouco tempo se tornou a minha preferida. Eu devia ter uns 14 anos quando escutei Até o Fim pela primeira vez e não parei mais. Desde então comecei a pesquisar sobre a banda e acompanhar todo o trabalho do Humberto, no Pouca Vogal e também na carreira solo. E se tem uma coisa que meus lindos primos me ensinaram foi a admirar esse gênio da música brasileira.

E tem mais um monte de cantor e banda que embala minha vida todos os dias, mas esses foram os que realmente marcaram.
Foi super divertido fazer esse post e gostaria de agradecer ao pessoal do Rotaroots por essas ideias brilhantes.
Mas e vocês, me contem, quais os discos que marcaram suas vidas?

             

Página 7 de 9123456789